Galeria de Fotos: Obra da primeira Clínica de Hemodiálise de Nova Andradina foi lançada neste dia 05/08

CONFIRA A REPORTAGEM TAMBÉM NO:

nnnn.jpg

Publicado em 05/08/2021 - Imagens: Acácio Gomes / Texto: Assessoria Cassems

Um sonho antigo da comunidade residente no Vale do Ivinhema, a construção da primeira clínica de Hemodiálise da região, começa a se concretizar e vai levar alívio para o sofrimento de muitos pacientes e seus familiares

Beneficiário Cassems, Edson José da Silva (64) lembra perfeitamente o dia em que começou a fazer hemodiálise três vezes por semana. Era o mês de julho de 2016 quando foi encaminhado para o município de Dourados, distante cerca de 180 km de Nova Andradina, cidade onde reside.

Durante os quatro anos em que precisou fazer tratamento dialítico por conta do agravamento da doença renal crônica, o policial civil aposentado passou por mais duas cidades, além de Dourados, para fazer hemodiálise: Campo Grande e o município paulista, Presidente Prudente. 

Embora tenha feito o transplante renal há um ano, ele comenta com tristeza os períodos difíceis pelos quais passou quando necessitava percorrer as estradas três vezes por semana: 

“Quando não temos condições de fazer o tratamento na cidade onde moramos todo o processo é muito desgastante. Eu me mantive forte por todo esse tempo, mas eu via o sofrimento de muitos colegas que faziam a mesma via crucis que eu. É algo muito doloroso, para quem é paciente e para os familiares”, conta.

Mas agora, o sonho de vários pacientes renais crônicos, de poderem cuidar da saúde perto de casa, começa a se realizar. Na tarde desta quinta-feira (5), foi lançada a obra de construção da primeira Clínica de Hemodiálise de Nova Andradina. A nova estrutura irá atender pacientes diagnosticados com insuficiência renal crônica que terão um serviço de hemodiálise gratuito e de qualidade. 

“Há mais de um ano estamos trabalhando neste projeto que é audacioso e que tem como principal objetivo aliviar a dor e o sofrimento dos pacientes que precisam de tratamento dialítico”, explica o empresário José Joaquim Ferreira de Medeiros Filho, presidente da Qualivida – Associação Beneficente de Terapia Renal Substitutiva e idealizador do projeto que foi encampado pela Cassems, através do Hospital Cassems de Nova Andradina e toda a sociedade do município.

A Associação Qualivida é um projeto de serviço gratuito, idealizado pelo empresário que já precisou realizar tratamento de hemodiálise e compreende o quanto é doloroso para um paciente as longas horas de deslocamento de uma cidade para outra. Percebendo a importância da existência do serviço em Nova Andradina, José Joaquim Ferreira de Medeiros Filho buscou apoio empresarial, do poder público e de entidades de caráter privado. 

A Cassems, por meio do Hospital Cassems de Nova Andradina, abraçou com carinho a iniciativa e cedeu uma área de 740 m², para a construção da estrutura da Clínica que terá sala de hemodiálise com capacidade de atendimento para até 90 pacientes, sala de recepção, sala de emergência e procedimento, dois consultórios, sala de recuperação, sala de treinamento de diálise peritoneal, além de salas para a administração e um café para refeição dos usuários. 

Esse projeto, esclarece Eliezer Branquinho, gerente do Hospital Cassems de Nova Andradina, “tem uma envergadura social muito grande para todo o Vale do Ivinhema. Com a implantação da Clínica poderemos trazer outros serviços, agregando valor não apenas ao Hospital Cassems, mas à toda a rede de saúde da região”.

Para o médico e presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Leandro Ferreira Luiz Fedossi, essa é “uma obra há muitos anos esperada e além de propiciar uma grande melhora no atendimento em saúde da região, também vai ser fonte de acolhimento para todos os pacientes que precisam fazer hemodiálise”. Já o prefeito de Nova Andradina, Gilberto Garcia, considera que “o município vive um momento muito bom, quando a união da sociedade, envolvendo a classe política e empresarial em prol de um objetivo, vai minimizar os efeitos físicos e psicológicos provocados por deslocamento de mais de 1.200 quilômetros semanais feitos por pacientes diagnosticados com insuficiência renal crônica”.

Para o conselheiro da Cassems, que representou o presidente da Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul no evento de lançamento da obra, Roberto Botareli, a maior e mais importante busca da Caixa de Assistência, desde a sua implantação, há 20 anos, é preservar a vida.

 

“A intenção, com esse projeto, é atender a todos os doentes renais crônicos. Esse é um investimento muito importante, porque também estamos devolvendo à sociedade tudo aquilo que recebemos. Com a Clínica, o hospital vai agregar novos valores, ampliando serviços essenciais para a população e também aumentando a sua capacidade de atendimento”, finaliza Botareli.